• Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing.

  • Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing.

Your welcome headline here

Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing. Donec est est, rutrum vitae bibendum vel, suscipit non metus. Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing. Donec est est, rutrum vitae bibendum vel, suscipit non metus.

Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing. Donec est est, rutrum vitae bibendum vel, suscipit non metus.

- Manish G
Box heading

Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing. Donec est est, rutrum vitae bibendum vel, suscipit non metus.

Box heading

Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing. Donec est est, rutrum vitae bibendum vel, suscipit non metus.

Box heading

Nullam posuere felis a lacus tempor eget dignissim arcu adipiscing. Donec est est, rutrum vitae bibendum vel, suscipit non metus.

Saiba Como Fazer um Jardim Vertical

jardim vertical

Os jardins verticais estão a se tornar uma tendência entre os amantes da jardinagem, porque eles permitem levar um pouco da natureza para todos os tipos de espaços, nomeadamente casas e apartamentos menores, que não dispõem de muito espaço livre para os jardins convencionais.

Além disso, eles são opções fáceis de montar, que não dispensam cuidados específicos e que ajudam a deixar a sua casa ainda mais bonita e viva, com as suas plantas e flores preferidas, ou até mesmo com uma pequena horta de temperos.

Se você está curioso e quer saber como ter um jardim vertical na sua casa, veja essas dicas importantes que separamos.

O que são jardins verticais?

Antes de iniciarmos com as dicas e montagens, é importante que você saiba de que tipo de jardim estamos a falar.

Os jardins verticais também podem ser conhecidos como ‘paredes verdes’ e se configuram em uma técnica moderna de paisagismo, muito aplicada em vários países do mundo.

A modalidade teve início com o botânico francês Patrick Blanc, que era especialista em plantas de florestas tropicais. Ele começou a ser muito conhecido sobretudo pelas fachadas verdes que construía, integrando de forma perfeita a natureza e a arquitetura.

Existem muitas vantagens em se ter um jardim vertical na sua casa, como a beleza trazida por eles, o conforto térmico, a redução da poluição e até mesmo do ruído gerado em grandes centros urbanos.

Além disso, caso você resolva plantar hortaliças e temperos, poderá ter a seu dispor produtos frescos e mais saudáveis, sem o uso de agrotóxicos e com a origem conhecida, e, caro, estará a poupar com a conta do supermercado.

Já está convencido de todos os benefícios de se ter uma parede verde ou um jardim vertical na sua casa? Veja as dicas que separamos.

Como fazer um jardim vertical?

Algumas empresas especializadas realizam o serviço de criação e montagem do seu jardim vertical, porém, existem algumas ideias de técnicas que você mesmo poderá fazer.

Defina o local onde estará o seu jardim vertical:

Este é o primeiro passo na hora de montar o seu jardim, pois ele é quem definirá os outros itens abaixo. Na hora de definir o espaço mais adequado, tenha atenção à nn, à área disponível, ao clima e a humidade do espaço.

Escolha as espécies que irá plantar:

Diante do local disponível e das condições desse espaço, você poderá definir quais plantas terá em seu jardim vertical.

Poderá usar as suas plantas e flores favoritas, ou criar uma pequena horta, com ervas aromáticas, hortaliças e até mesmo pimentas, alfaces e tomates – ou espécies em miniaturas.

O ideal é escolher por espécies que sejam próprias as condições apresentadas no seu local. Por exemplo, se o local disponível para o seu jardim recebe muito sol, opte por plantas que gostem desse ambiente, para que seu jardim vingue.

Se possível, opte por plantas nativas e pequenas, que não demandem de muito espaço para as raízes. Assim, por exemplo, evite usar uma flor de cera no seu jardim vertical, já que esta espécie necessita de um espaço demasiado grande para as raízes.

Outra dica é buscar por espécies de plantas que necessitem do mesmo tipo de cuidado e exposição solar, o que irá facilitar a sua manutenção e deixar o seu jardim vertical bonito por mais tempo.

Escolha a estrutura ideal para o seu jardim vertical:

Este é um passo importante para começar a montar o seu jardim. Existem estruturas prontas que você pode comprar em lojas específicas de jardinagem, você poderá escolher algumas opções, como:

  1. Treliças: frequentemente feitas em madeira, mas podem aparecer em uma gama de materiais. São construídas na forma de uma caixa, com topo e lados cruzados de maneira a permitir que trepadeiras e plantas se ondulem por meio da estrutura e ao redor das hastes.
  2. Hastes simples para serem colocadas no chão: são boas escolhas para quem precisa incluir apenas alguns elementos verticais em um jardim horizontal já existente.
  3. Materiais recicláveis: as garrafas pet têm sido muito utilizadas para a criação de jardins verticais, porque ajudam a contribuir com o meio ambiente, e também são muito práticas. Se quiser reaproveitar as garrafas de refrigerante, faça um furo no centro, coloque terra, plante a espécie escolhida e depois pendure os ‘vasinhos’.
  4. Blocos pré-moldados: são encontrados em estilos de jardineiras e comercializados em duas versões: bloco de ferro fundido (que são tipo jardineiras contínuas) e bloco de concreto socado (com jardineiras em zig-zag). Ambos podem ser instalados rente à muros impermeabilizados.
  5. Blocos cerâmicos: são blocos específicos para este uso e, quando instalados um ao lado do outro, compõem a parede com extensão e altura determinadas. Quando o jardim for pequeno, é possível realizar regas manuais, mas, se o seu jardim vertical for muito grande, pense em instalar um sistema de irrigação automatizado.
  6. Wall Green (ou parede verde): é possível encontrar em lojas especializadas um sistema modular bem no estilo faça você mesmo. Em geral, cada kit possui capacidade para receber 18 plantas e pode ser montado na horizontal ou na vertical, do tamanho que escolher. A estrutura é feita em plástico injetado e pode ser fixada em uma gama de superfícies, como madeira, concreto, chapas metálicas e outras.
  7. Varas de bambu: são opções simples e econômicas de montar o seu jardim vertical, podendo ser montado a sua preferência.
  8. Aproveitando o que tem disponível na sua casa: se você está achando todas essas opções muito complicadas, poderá aproveitar alguns itens da sua casa, como uma cerca de madeira, uma janela de madeira antiga ou apenas prendendo à parede opções diferentes de vasos, fazendo uma espécie de degraus.

Como manter o meu jardim vertical?

À semelhança dos jardins em casa tradicionais, para que o seu jardim vertical funcione de maneira adequada, é indispensável que você realize uma manutenção correta.

Um ponto importante de atenção é a terra que não deve nunca estar muito seca ou muito húmida. A adubação também deve ser frequente, de modo a fornecer os substratos necessários para as espécies que escolheu.

A rega deverá seguir as necessidades das suas plantas, podendo ser manual ou com temporizador.

Idéias para decorar a casa

Remodelação de Moradia no Porto